Mostrando 17 Resultado(s)

Escrever cura feridas.

Escrever sobre os sentimentos, pensamentos, conflitos, dificuldades, insatisfações, dúvidas ou superações, favorece no processamento do que precisa ser organizado, digerido e curado dentro da gente. A escrita possibilita colocarmos os problemas em perspectiva. Isso ajuda na clarificação das idéias, elaboração das dores e no direcionamento para a resolução. Estudos apontam que escrever sobre nossos anseios 15 minutos por dia no formato de diário, texto ou carta para si mesmo, auxilia na saúde do corpo e da mente, além de tratar as feridas emocionais. Quando passamos as aflições para o papel, “esvaziamos” o campo físico e …

Mudanças através da Terapia dos Esquemas.

A terapia do esquema é uma técnica utilizada dentro da abordagem cognitivo comportamental, que integra também elementos de outras abordagens, como por exemplo a psicodinâmica. O propósito é auxiliar  pacientes que por diferentes razões não são beneficiados pelas modalidades terapêuticas tradicionais, transtornos de personalidade,  insatisfação crônica, queixa vaga, inflexibilidade psicológica, rigidez na forma de pensar, depressão, ansiedade, traumas de infância, problemas de relacionamento interpessoal e de ordem afetiva. O tempo pode variar em relação a médio e longo prazo. O trabalho inicia na investigação das origens dos problemas apresentados, estabelecendo importante conexão entre experiências passadas …

Depressão e Bipolaridade: O humor e suas variações.

Atualmente, muito se ouve falar sobre transtornos de humor em especial a bipolaridade e depressão. Muitas pessoas recebem estes diagnósticos em virtude da presença de sintomas bem característicos. Quando os sintomas não são muito característicos, o diagnóstico pode ser facilmente confundido, portanto uma avaliação bem sucedida requer cautela, devendo  ser realizada pelo médico psiquiatra. Mas afinal o que o transtorno bipolar e a depressão apresentam em comum? Vamos partir do entendimento em relação ao estado eutímico. Entende-se por eutimia, a linha do humor estável e regulado em que a pessoa sente-se bem consigo mesma, reagindo …

Preciso de terapia?

É muito comum questionamentos por parte das pessoas que desejam iniciar terapia ou até mesmo pacientes iniciantes, sobre suas motivações e necessidades em relação ao fazer ou não psicoterapia.  Pacientes mais intermediários também não estão isentos desta condição, pois existem momentos na psicoterapia caracterizados pelo alívio dos sintomas que podem ser facilmente confundidos com o processo de alta. Neste texto, vou focar no primeiro grupo mencionado, ou seja, aqueles com interesse na terapia ou pacientes iniciantes, com o objetivo de auxiliar estas pessoas nesta tomada de decisão que sem dúvida requer elaboração a partir de …

Bordeline: um jeito intenso de ser.

Intensidade no jeito de ser e viver. Quem não gostaria de viver intensamente as paixões, arranjar com facilidade novos amores, colecionar melhores amigos,  viver alegrias contagiantes, seduzir, ser o centro das atenções e desfrutar brilhantemente de seus talentos? Não seria uma má idéia, se a intensidade fosse apenas característica das emoções positivas, dos pontos fortes e do lado bom da vida. O problema surge perante as  variações da vida, sendo quase impossível lidar com as adversidades, principalmente com as experiências  que envolvem frustração, critica, rejeição, desaprovação,  perdas e abandono, mesmo que seja algo imaginário ou …

Relacionamento: um trabalho a dois.

O relacionamento é constituído por duas pessoas , sendo o compromisso uma  via de mão dupla, cujas responsabilidades do que dá ou não certo  pertencem ao casal .  Em outras palavras, ambos devem participar ativamente na construção e ajustes da relação de modo contínuo enquanto a opção for manter o relacionamento.  As diferenças existem não para afastar e sim para que um possa complementar o outro na formação do casal. É somente através da complementaridade que se forma a união, sendo possível que ambos caminhem lado a lado. Do contrário, a relação assume características de …

Você sabe ser assertivo na comunicação?

Comunicação Assertiva   A comunicação é uma ferramenta de extrema importância nas relações, independente do contexto, seja ele afetivo, social, profissional ou familiar. A grande maioria dos rompimentos, desentendimentos e ansiedades de ordem relacional ocorre em virtude de uma comunicação falha, deficiente, inadequada ou negativa. Independente do termo a ser utilizado, quando a comunicação não é direta, legítima e espontânea,  o risco de distorções em relação às interpretações aumenta. Dificuldades em dizer e ouvir não é um exemplo de comunicação deficiente. Quando deixamos de dizer não a favor das necessidades do outro, de certo modo …

Distimia: um tipo de depressão comum e de dificil diagnóstico.

Entre os transtornos de humor, a depressão é uma das alterações mais conhecida e facilmente diagnosticada através dos sintomas.  O diagnóstico começa a não ficar tão claro quando falamos em níveis e subtipos da depressão. O transtorno depressivo é caracterizado por níveis, sendo leve, moderado e grave. Entre os subtipos da depressão está a distima que é uma condição crônica, diferente da depressão que é um estado. Na distima  “a pessoa não está assim, ela é assim”, ou seja, os sintomas se confundem com o jeito de ser do individuo. É como se fosse uma …

Um dilema chamado Trabalho de Conclusão

Hoje vou falar sobre o dilema na vida dos estudantes nesta época do ano que se chama TCC. O trabalho de conclusão de curso representa  para maioria um verdadeiro terror, sendo um estressor capaz de interferir seriamente em outras áreas da vida ( como por exemplo, pessoal e profissional) e provocar intenso estado de ansiedade, alterações no sono e sintomas depressivos. Entre os pensamentos recorrentes estão as crenças de incapacidade. Em termos comportamentais, uma das condutas   mais presentes está a procrastinação . Mas por que isso tudo acontece? A resposta é complexa , pois envolve …

Automutilação, um problema ou modismo?

A conduta que até então era considerada um grave distúrbio psiquiátrico, passou a ser moda entre os adolescentes, que muitas vezes competem entre si o limiar da dor, confundindo desta forma o diagnóstico.  A dor psíquica pode corresponder  os estados que provocam intensa angústia. Mas o que é angústia? Angústia é um sentimento cuja sensação é o vazio interno, a falta de palavras, representação e significado. É um estado de desamparo psíquico, podendo ser comparado ao terror sem nome, como um bebê que sente dor, sem saber o que está sentindo e chora para comunicar …

× Olá!Como posso te ajudar?