Arquivo da tag: Espiritismo

Psicologia e Espiritualidade: Uma integração que pode dar certo.

Um assunto muito atual mas ainda polêmico por cruzar duas importantes fronteiras do conhecimento: Espiritismo e Psicologia.  O espiritismo apesar de ser considerado uma grande tendência, presente na crença e filosofia da vida de muitas pessoas, incluindo profissionais da  área, ainda sofre alguns conflitos em relação à integração com a ciência da psicologia.

Os conselhos de psicologia advertem a importância por parte dos profissionais da distinção entre estas duas racionalidades, devido à observação de que em alguns casos as fronteiras do conhecimento tradicional e científico não são respeitadas. Nestes casos é possível exemplificar profissionais da área da psicologia, que utilizam em suas técnicas psicológicas a integração do esoterismo. Não é permitido por parte do psicólogo , infringir em sua prática o código de ética profissional, submetendo os pacientes a tratamentos fora do cunho científico. Não se trata de certo ou errado e nem mesmo com quem está a razão e sim  na implicação de questões éticas, já que o código de ética é bem claro no que diz respeito à associação do conhecimento da psicologia com conhecimentos de outra ordem. Outra importante questão de ordem ética é o cuidado que o psicólogo deve ter a não induzir seu paciente a nenhum tipo de crença e religião .

Os conselhos de psicologia reconhecem que a psicologia e a espiritualidade, transitam em campo comum sendo fundamental o entendimento do diálogo entre estes dois conhecimentos, razão pela qual buscam alertar a  cautela por parte dos profissionais, bem como a busca pela informação e orientação. Também é reconhecido que a psicologia apresenta uma dimensão espiritual mas não religiosa, sendo esta zona de conflito a razão que remete a necessidade do aprofundamento no debate da interface Psicologia com a Espiritualidade e saberes tradicionais. A OMS compreende que a integração do saberes tradicionais é articulável aos saberes científicos, daí a importância do diálogo das duas áreas para maior compreensão da subjetividade e interfaces estabelecidas pela psicologia com outras ciências e religiões.

Atualmente existem importantes estudos e movimentos com a finalidade de aproximar a psicologia com as religiosidades e saberes tradicionais. A doutrina espírita apresenta certo dinamismo que dentro de suas crenças e lógicas, possibilita ao ser humano adotar sua filosofia de vida , traçando um caminho sem que este seja afastado do conhecimento científico. Desta forma a psicologia espírita  ainda não é uma abordagem e nem estilo terapêutico, mas sim a possibilidade de uma expressão que integra saberes conectados pelos conhecimentos da ciência do campo da psicologia e a filosofia de vida do espiritismo , investigando o que há em comum entre as duas áreas. A idéia é empregar uma visão transdisciplinar  que visa a integralidade do ser humano ( mente, corpo e espírito ) respeitando as fronteiras de ambos os saberes.

A psicologia transpessoal é uma tendência moderna que mais se aproxima com as questões da espiritualidade, tendo como um dos seus fundadores Abraham Maslow. Nasceu nos anos 60 a partir das experiências com estados alterados da consciência considerando estados provocados pelo uso de substâncias alucinógenas até vivencias místicas espirituais. Permite a integração dos princípios de diferentes correntes psicológicas, com postulados da física quântica e entendimentos budistas. Busca compreender o ser humano a partir de conhecimentos que vão além da mente e do espírito, englobando a totalidade das diferentes partes. Reconhece  a espiritualidade e necessidades transcendentais, como aspectos inerentes da natureza humana. É definida por Maslow como a quarta força da psicologia que sucede as correntes do Behaviorismo, Psicanálise e Humanista.