Luto: Tomando a força de quem já partiu.

Independente dos esclarecimentos através das teorias e espiritualidade, a morte ainda assim é um tabu seguido de estranhamento, pesar e tristeza.

Quanto mais negada , mais
estimulamos a repressão de um acontecimento natural à vida e maior apego ao material. Assim vivemos como se fossemos imortais, sem cogitar de forma consciente a possibilidade de que tudo pode mudar de um dia para o outro. Postergamos visitas, ligações, reconciliações, abraços , um eu te amo e tantas outras coisas importantes, porque na maioria das vezes vivemos no automático imersos no modo fantasioso da imortalidade.

Não há preparação para a morte , porém os benefícios de uma educação para o luto e o morrer, no sentido de falar abertamente sobre com as crianças e adolescentes nas escolas e na família é um convite para naturalizar o assunto, sem que se torne conteúdo negado , reprimido e temido.

Se faz necessário que os profissionais se disponham mais a trabalhar o assunto, possibilitando um viver com mais consciência, sabedoria e talvez plenitude.

A dor e o luto sempre serão processos necessários para que possamos nos separar daquele que partiu. Porém é possível que esse enfrentamento seja realizado com menos danos a saúde mental, conforme aprendemos a olhar e sentir sobre a morte.

Aquilo que quem partiu deixou, independente se bom ou ruim, forte ou fraco, leve ou pesado, continua atuando sobre nós. Tomar nas mãos o que nos foi dado por esta pessoa, agradecer e oferecer um lugar especial a ela dentro do nosso coração, é um movimento que possibilita a conexão com a energia vital dos nossos entes queridos . Assim tomamos força para seguir na vida aqui, ficando eles com a paz que necessitam para seguirem suas vidas por lá.

Meditação para reverenciar e tomar força de quem já partiu.

Orientações:

  1. Respire fundo .

2. Silencie a mente, buscando um estado de relaxamento físico e mental.

3. Imagine a pessoa que já partiu em sua frente . Mentalize as frases abaixo ou fale em voz alta. ( chamamos frases de cura ).

4. Repita quantas vezes desejar , podendo ser também durante várias vezes ao dia, porém é importante que 1 vez no dia o exercício seja realizado com a mente silenciada ou no estado meditativo.

5. Sendo pai ou mãe, no final do exercício imagine eles atrás de você, transmitindo força através da energia vital. Sendo os avós, imagine eles atrás dos seus pais.

Querido … ( parentesco e nome )

Eu honro você.
Honro sua história de vida.
Obrigada por ser …- a relação que a pessoa tem com você . Eu digo sim para tudo como foi, sem julgamentos.
Agora tomo a tua força para seguir minha vida.
E te dou um lugar especial dentro do meu coração. Embora meu destino seja diferente que o seu, permaneceremos unidos pelo amor. Sigo para minha vida com plenitude. Eu me libero dos padrões repetitivos da família e peço também que me libere.
Abençoe meu caminho e fique em paz. Agora estou a serviço da força e do amor.

Se for pai e mãe, complementar:

Obrigada pela vida recebida. Tomo a vida recebida de você e escolho fazer algo bom com o meu destino.

🙏

Vanessa Ebeling

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Olá!Como posso te ajudar?